Pular para o conteúdo principal

[Resenha] Primeiras Impressões: Koe Koi

Koe Koi (literalmente "A Voz do Amor") é uma live action de um mangá escolar. Estreou dia 8/07 e cada episódio tem em torno de 24 minutos.

A protagonista é uma aluna do 3° do colegial que se transferiu para uma nova escola. Um dia antes do seu primeiro dia, o representante da sala, Matsubara , liga para a menina, chamada Yuiko, para dar-lhe algumas informações. 
Ao ouvir a voz do rapaz, o coração da jovem Yuiko começa a acelerar. 

No dia seguinte, ela esbarra com um dos alunos da sala, e ao ouvir a voz perfeitamente, ela percebe que se trata de Matsubara. O interessante é que Matsubara usa uma caixa para esconder o rosto, por isso todos conhecem apenas sua voz, inclusive Yuiko. Isso me cheirou a mistério desde que vi a caixa em sua face, quero descobrir logo o motivo disso, porque está me intrigando. 

Achei bem cute-cute a história, e do jeito que eu gosto. (Para quem não sabe, eu gosto muito de histórias escolares, porque me identifico facilmente com elas). Ainda não houveram muitos conflitos, pois acabou de começar o dorama, mas creio que não será nada pesado, por ser algo que se passa na escola e tem um lado mais adolescente (no romance) 

Sobre a atuação dos atores, achei que a Nagano Mei, poderia ter um pouco mais de expressão no olhar ao interpretar algumas das cenas da Yuiko, mas foi satisfatório, digamos assim. A respeito do Takahiro Sakurai, nosso Matsubara, nem vou comentar: eu adorei a voz dele, porque é calma e segura ao mesmo tempo. Dá para sentir que está expressando a confiança e a sensibilidade de seu personagem 

Essas são só algumas das minhas impressões sobre o dorama, e um leve gostinho para deixar vocês dorameiros com vontade de assistir! Acompanham vocês também essa fofura! Quem tiver interesse o Fighting Fansub está com esse projeto, é só correr para assistir!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Happy Marriage (Episódios Legendados)

Gente, para quem esperou (um bom tempo) aqui está a lista de episódios de Happy Marriage:
Happy Marriage Episódio 1 

[Maratona] Good Morning Call: Our Campus Days – Saiba tudo sobre a segunda temporada deste dorama tão especial

Título: Good Morning Call – Our Campus Days Também conhecido como: Good Morning Call – Segunda Temporada Baseado no mangá de mesmo nome, da autora Takasuka Yue Número de episódios: 10, com média de 45 a 50 minutos de duração Tipo: Live-Action. Gênero: Shoujo, Drama, Romance, Comédia & Escolar País: Japão Onde assistir: Netflix 
1.Introdução e comparativo com a primeira temporada. Desde o ano passado eu estava à espera da segunda temporada de Good Morning Call, e finalmente maratonei 10 episódios de um dia para o outro. A trama me prendeu completamente, e se comparado com a primeira temporada, acho que nesta segunda houve mais profundidade em relação aos sentimentos dos protagonistas e o envolvimento com os demais personagens. Quanto ao triângulo amoroso, esta é outra diferença entre as duas temporadas: na primeira, o triângulo amoroso envolvendo Nao era bem mais evidente, uma vez que o sentimento de Daichi pela menina era algo que cresceu durante anos através da convivência que tinham.…

Resenha Kimi no Suizo Wo Tabetai[J-Movie]

Lançamento:28 de Julho de 2017
Diretor: Sho Tsukikawa Gênero: Colegial, Melodrama, Romance, Live Action Duração: 115 min. Áudio: Japonês Legenda: Português - BR Distribuidor: Toho Olá, amantes da cultura asiática! Sentiram saudades de mim? Espero que sim, já que eu e minha xará trazemos ótimas recomendações para vocês(risos). Não sou nenhum pouco convencida, certo? Brincadeiras à parte, vamos ao que interessa. Hoje vou expressar minhas opiniões sobre Kimi No Suizo Wo Tabetai, cujo título em inglês é I Want to Eat Your Pancreas. O J-Movie foi baseado na novel de Yoru Sumino.
A adaptação é contada a partir das lembranças de Shiga, um colega de classe que descobre no chão do hospital o diário de coexistência com a doença, pertencente a Sakura Yamauchi. Esse diário, como o próprio nome sugere, detalha a reação da adolescente ao descobrir sua doença fatal no pâncreas, seus sentimentos em relação a enfermidade e como convive com isso. Se você encontrasse um diário no chão, o que você faria? Opção A: …