Pular para o conteúdo principal

Neocolonialismo: A Partilha da Ásia e da África

No século XIX, em meio ao contexto da chamada Segunda Revolução Industrial, as potências europeias buscavam maiores quantidades de matéria prima a baixo custo, além de aumentar suas áreas de influência. A "solução" encontrada por eles foi recorrer aos territórios da Ásia e da África

Acontece que a "influência europeia" nestas regiões não se restringiu apenas no que diz respeito à economia, como também impuseram sua hegemonia militar, política e social àqueles povos. Entretanto, deve-se observar que a Partilha Afro-Asiática foi realizada de formas desiguais, gerando conflitos entre os povos que tiveram que ser reagrupados sob o comando dos europeus

No que se refere à Conquista da África, destacam-se os belgas, que tomaram posse do Congo e os franceses que se apossaram das regiões do Marrocos, Tunísia e a Argélia. Os ingleses não perderam tempo e avançaram ao Egito e a região sul da África, a qual era ocupada pelos bôers, descendentes de holandeses que ali residiam. O conflito entre os britânicos e os Bôers desencadeou a conhecida Guerra dos Bôers (1899 a 1902). A fim de decidir quem ocuparia o centro da África, estabeleceu-se a Conferência de Berlim para a partilha do território

Em relação à Conquista da Ásia, os principais territórios de exploração foram a Índia e a China. A penetração britânica em território chinês deu-se pelo comércio ilegal de Ópio, que por sua vez desencadeou a Guerra do Ópio.
A Índia também resistiu à imposição inglesa, e entretanto, não obteve sucesso em um primeiro momento, e sendo assim, a Coroa Inglesa acabou com a Companhia das Índias Orientais e anexou a Índia ao Império Inglês.

A França conquistou a até então chamada "Indochina", conhecida posteriormente como "Indochina Francesa", local que atualmente compreende os territórios do Vietnã, Laos e Camboja. Só foi denominado "Indochina" porque eram regiões que se situavam entre a China e a Índia

A Malásia foi um território disputado por três grandes nações: Portugal, Holanda e Inglaterra (de novo!). Outra região disputada foi a Manchúria, situada ao nordeste da China, que era cobiçada pela Rússia e pelo Japão. Daí se originou a Guerra Russo-Japonesa.

Mas, você leitor deve estar se perguntando: Por que o Japão, se é um país da Ásia?
Bem para tudo tem um motivo, e uma explicação, a qual darei agora:
No século XIX, o Japão ainda era uma nação "fechada". Entretanto, na segunda metade do século XIX, os EUA forçaram o avanço da economia japonesa. Com a entrada de características e valores vindas do ocidente, o país se transformou rapidamente, fato que ficou conhecido como Revolução Meiji.

Assim, no início do século XX, o Japão decide entrar na Corrida Imperialista, de forma a ampliar suas áreas de influência, tal como as demais nações imperialistas. Envolveu-se na disputa pela Manchúria (mencionada anteriormente) e tomou posse da Coreia, no período compreendido entre os anos de 1910 a 1945, quando a Coreia se tornou um país independente.

Fontes de Pesquisa: 
http://brasilescola.uol.com.br/historiag/neocolonialismo.htm
http://www.tancredoprofessor.com.br/conteudo/24/imperialismo,-a-expansao-colonial-sobre-a-asia-e-a-africa
http://www.coladaweb.com/historia/neocolonialismo
http://www.historianet.com.br/conteudo/default.aspx?codigo=252
http://mundoestranho.abril.com.br/geografia/o-que-era-a-indochina/

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

[Light Novel] A Tale of Two Phoenixes

Informações Gerais: Título: A Tale of Two Phoenixes  Autora: Tian Yi You Feng (天衣有风) País: China Idioma: Mandarim Ano: 2008 Gêneros: Ação, Aventura, Romance, Harém, Josei & Mistério Tags/Assuntos: Adaptado para Drama, Aristocracia, Nobreza, Harém Inverso e Protagonista Esperta. Status no País de Origem: Completo (288 capítulos)
Tradução: Em andamento Créditos de tradução: novelasd. com. (espanhol) Reading Attic (Inglês) Tradução ao português por: Rebeca A. Suzuki e Rebeca Silveira dos Santos 
Sinopse: O feito mais famoso dessa princesa foram suas palavras para seu irmão mais novo Liu Ziye. Quando ele se tornou Imperador, ela disse a ele: ― Ainda que Sua Alteza e eu sejamos de sexos diferente, somos os filhos do mesmo pai. Por que você pode dormir com tantas mulheres diferentes, enquanto eu devo ficar apenas com meu marido? Isso é muito injusto! E após o Imperador Liu Ziye ouvir essas palavras de sua irmã mais velha, ele ridiculamente pensou que isso fazia sentido. Então, ele imediatame…

Happy Marriage (Episódios Legendados)

Gente, para quem esperou (um bom tempo) aqui está a lista de episódios de Happy Marriage:
Happy Marriage Episódio 1 

[Light Novel] I Reincarnated, but I Think the Prince (Fiancé) Has Given Up

Informações Gerais da Light Novel Título: Tenseishita kedo, Ouji (Konyakusha) wa Akirameyou to Omou Título Alternativo: I Reincarnated, but I Think the Prince (Fiancé) Has Given Up Autor: Kouduki Kitou Ano: 2015 Tipo: Série/Web Novel Volumes: 2 volumes (7 capítulos) + 14 extras. Gênero: Shoujo, Fantasia & Romance Tags/Assuntos: Nobreza, Realeza, Aristocracia, Amor entre Amigos de Infância, Reencarnação em um Jogo. Idioma Original: Japonês
Tradução: Em Andamento
Créditos de tradução:  Kuru Kuru Translation (Inglês)  Kovel Translations (Espanhol)
Traduzido ao português por: Rebeca A. Suzuki 
Sinopse: O Primeiro Ministro do Reino de Noin, o Duque Zariel, possuía uma filha solteira. Ela era de uma beleza que possuía cabelos prateados e olhos tão claros como a ametista, Christina. Seu prometido era seu amigo de infância, que era o Primeiro Príncipe do Reino de Noin, Alberto. Tendo se apaixonado sem demora desde que se comprometeram, ela demonstrou seu amor, mas, antes que ninguém percebesse que e…