Pular para o conteúdo principal

Neocolonialismo: A Partilha da Ásia e da África

No século XIX, em meio ao contexto da chamada Segunda Revolução Industrial, as potências europeias buscavam maiores quantidades de matéria prima a baixo custo, além de aumentar suas áreas de influência. A "solução" encontrada por eles foi recorrer aos territórios da Ásia e da África

Acontece que a "influência europeia" nestas regiões não se restringiu apenas no que diz respeito à economia, como também impuseram sua hegemonia militar, política e social àqueles povos. Entretanto, deve-se observar que a Partilha Afro-Asiática foi realizada de formas desiguais, gerando conflitos entre os povos que tiveram que ser reagrupados sob o comando dos europeus

No que se refere à Conquista da África, destacam-se os belgas, que tomaram posse do Congo e os franceses que se apossaram das regiões do Marrocos, Tunísia e a Argélia. Os ingleses não perderam tempo e avançaram ao Egito e a região sul da África, a qual era ocupada pelos bôers, descendentes de holandeses que ali residiam. O conflito entre os britânicos e os Bôers desencadeou a conhecida Guerra dos Bôers (1899 a 1902). A fim de decidir quem ocuparia o centro da África, estabeleceu-se a Conferência de Berlim para a partilha do território

Em relação à Conquista da Ásia, os principais territórios de exploração foram a Índia e a China. A penetração britânica em território chinês deu-se pelo comércio ilegal de Ópio, que por sua vez desencadeou a Guerra do Ópio.
A Índia também resistiu à imposição inglesa, e entretanto, não obteve sucesso em um primeiro momento, e sendo assim, a Coroa Inglesa acabou com a Companhia das Índias Orientais e anexou a Índia ao Império Inglês.

A França conquistou a até então chamada "Indochina", conhecida posteriormente como "Indochina Francesa", local que atualmente compreende os territórios do Vietnã, Laos e Camboja. Só foi denominado "Indochina" porque eram regiões que se situavam entre a China e a Índia

A Malásia foi um território disputado por três grandes nações: Portugal, Holanda e Inglaterra (de novo!). Outra região disputada foi a Manchúria, situada ao nordeste da China, que era cobiçada pela Rússia e pelo Japão. Daí se originou a Guerra Russo-Japonesa.

Mas, você leitor deve estar se perguntando: Por que o Japão, se é um país da Ásia?
Bem para tudo tem um motivo, e uma explicação, a qual darei agora:
No século XIX, o Japão ainda era uma nação "fechada". Entretanto, na segunda metade do século XIX, os EUA forçaram o avanço da economia japonesa. Com a entrada de características e valores vindas do ocidente, o país se transformou rapidamente, fato que ficou conhecido como Revolução Meiji.

Assim, no início do século XX, o Japão decide entrar na Corrida Imperialista, de forma a ampliar suas áreas de influência, tal como as demais nações imperialistas. Envolveu-se na disputa pela Manchúria (mencionada anteriormente) e tomou posse da Coreia, no período compreendido entre os anos de 1910 a 1945, quando a Coreia se tornou um país independente.

Fontes de Pesquisa: 
http://brasilescola.uol.com.br/historiag/neocolonialismo.htm
http://www.tancredoprofessor.com.br/conteudo/24/imperialismo,-a-expansao-colonial-sobre-a-asia-e-a-africa
http://www.coladaweb.com/historia/neocolonialismo
http://www.historianet.com.br/conteudo/default.aspx?codigo=252
http://mundoestranho.abril.com.br/geografia/o-que-era-a-indochina/

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Impressões finais do dorama While You Are Sleeping

Annyeonghaseyo chingus! Eu não ia fazer resenha agora sobre While You Are Sleeping, mas o dorama estava tão bom que foi impossível deixar minhas observações para depois. Olha a sorte de vocês kkkkkk Podem ficar tranquilos, a resenha não posssui nenhum grande spoiler, apenas alguns fatos importantes.

Happy Marriage (Episódios Legendados)

Gente, para quem esperou (um bom tempo) aqui está a lista de episódios de Happy Marriage:
Happy Marriage Episódio 1 

[Maratona] Good Morning Call: Our Campus Days – Saiba tudo sobre a segunda temporada deste dorama tão especial

Título: Good Morning Call – Our Campus Days Também conhecido como: Good Morning Call – Segunda Temporada Baseado no mangá de mesmo nome, da autora Takasuka Yue Número de episódios: 10, com média de 45 a 50 minutos de duração Tipo: Live-Action. Gênero: Shoujo, Drama, Romance, Comédia & Escolar País: Japão Onde assistir: Netflix 
1.Introdução e comparativo com a primeira temporada. Desde o ano passado eu estava à espera da segunda temporada de Good Morning Call, e finalmente maratonei 10 episódios de um dia para o outro. A trama me prendeu completamente, e se comparado com a primeira temporada, acho que nesta segunda houve mais profundidade em relação aos sentimentos dos protagonistas e o envolvimento com os demais personagens. Quanto ao triângulo amoroso, esta é outra diferença entre as duas temporadas: na primeira, o triângulo amoroso envolvendo Nao era bem mais evidente, uma vez que o sentimento de Daichi pela menina era algo que cresceu durante anos através da convivência que tinham.…