Pular para o conteúdo principal

[Lenda Coreana] A Lenda de ChunHyang - Parte II

Antes de ler, deixo aqui o significado de algumas palavras que aparecem em coreano: 
- Munkwa: O exame civil confucionista de mais alto escalão 
- Amhaeng osa: Oficial secreto do rei nomeado por ele para assegurar que não haja abuso de poder nas províncias 
(...) O novo magistrado de Namwon chegou na manhã seguinte, e suas palavras ao seu empregado foram:
Traga-me Chunhyang, a bela garota da qual ouvi falar
Isso é difícil, senhor Replicou o empregado Ela já está casada com Yi Mongyong, o filho do magistrado anterior
Nervoso, o novo magistrado ordenou que Chunhyang fosse convocada de uma vez. Muito apavorada para desobedecer a uma ordem do magistrado, Chunhyang acompanhou o empregado
O magistrado a observou atentamente:
Ouvi falar muito de ti em Seul e hoje vejo que você é muito bela. Você chegará até mim? 
Escolhendo as palavras cuidadosamente, Chunhyang replicou:
Estou comprometida com Yi Mongyong, e por isso não poderei atender ao teu pedido. O Rei o enviou aqui para cuidar da população. Você tem uma grande responsabilidade para com o trono. Então, seria melhor cumprir teus deveres e aplicar a justiça de acordo com as leis do país.
A postura desafiadora de Chunhyang enfureceu o magistrado, e ele ordenou que a levassem à prisão.
Por que colocar-me na prisão? Chunhyang protestou Eu não fiz nada de errado. Uma mulher casada necessita ser fiel ao seu marido, assim como um magistrado deve ser fiel ao rei
Isso apenas serviu para deixar o magistrado ainda mais nervoso, e logo Chunhyang se encontrava em uma cela de prisão. Enquanto isso, Yi Mongyong chegou à Seul, onde estudou bastante e apendeu sobre todos os clássicos chineses. Ele passou nos exames do governo, com a distinção mais alta, desta forma sendo qualificado para um cargo a serviço do rei. Como recompensa pelos exames munkwa o Rei lhe perguntou:
Você deseja ser um magistrado ou um governador?
Eu gostaria de ser nomeado como amhaeng osa Respondeu Yi Mongyong. Como um amhaeng osa, Yi Mongyong viajava pelo país com seus companheiros, denominados como “indigentes”. Eles se informavam de tudo a respeito das necessidades das pessoas para assegurar a qualidade da administração dos distritos locais. Logo eles chegaram perto de Namwon, e foram até uma fazenda em uma aldeia, onde se plantava arroz
Enquanto trabalhavam, os camponeses lamentavam tristemente:
Nós saímos calor ardente, aramos a terra, plantamos as sementes, e fazemos o arroz crescer. Primeiro pagamos tributos ao rei, dar uma parcela aos pobres, dar uma parte aos viajantes que batem às nossas portas, e reservar dinheiro destinados às tradicionais missas. Estaria tudo bem se o magistrado não nos oprimisse ainda mais, deixando-nos sem quase nada para comer!
Muito interessado, Yi Mongyong aproximou-se e disse:
Ouvi dizer que o magistrado de Namwon casou-se com Chunhyang e que estão vivendo felizes juntos
Como ousa dizer algo assim? Retrucou um dos fazendeiros Chunhyang é fiel, verdadeira e pura, e você é um tolo ao falar coisas assim sobre ela e aquela tirano, que é cruel com ela. Não, o destino dela é bem pior do que isso, porque o filho do antigo magistrado a seduziu e a desvirginou aquela pobre garota e então a abandonou, sem nunca voltar para vê-la. Ele é um bastardo, um cachorro, um porco!
O tom revoltado do fazendeiro chocou Yi Mongyong e ele pensou que os demais aldeões também se sentiam da mesma maneira os aristocratas yangban locais também compartilhavam da ira da população Yi Mongyong acabou encontrando um lugar onde alguns yangban faziam um piquenique, estavam recitando poemas e conversando em uma encosta. Ele ouvia tal como um estudante, alguém que apresentou um poema crítico contra as injustiças do governo provincial. Quando ele terminou, outra pessoa que estava no piquenique disse:
Estes são dias tristes. Ouvi dizer que uma jovem mulher chamada Chunhyang está para ser executada em dois ou três dias
Oh, esse Magistrado é um desgraçado! Ele está pensando apenas em subjugar Chunhyang, mas ela como o pinheiro e o bambu, que nunca muda. Ela lembrou de ser fiel e verdadeira ao seu marido
E outro completou:
Ela se casou com o filho do antigo magistrado! Que porco ele é! Abandonou a pobre garota.
Aqueles comentários fizeram com que Yi Mongyong, aborrecido e envergonhado, se apressasse para ir a Namwon. Enquanto isso, Chunhyang presa este tempo todo, permaneceu fiel à memória de Yi Mongyong. Ela havia ficado magra, fraca e doente. Um dia, ela teve um sonho em que via sua casa. Em seu jardim, as flores que ela plantou e amou haviam sumido. O espelho em seu quarto havia se quebrado. Seus sapatos estavam amarrados na verga da porta.
Ela chamou por um homem cego, que estava passando pela janela de sua cela, e perguntou-lhe o significado de seu sonho
Eu lhe direi o que isso significa. Estas flores secas gerarão frutos, o barulho do vidro quebrado do espelho será ouvido pelo mundo inteiro e os sapatos na porta significam um grande número de pessoas vindo lhe visitar para parabenizar-lhe.
Chunhyang agradeceu ao cego e rezou para que a profecia dele se realizasse. Entretanto, na realidade, a condenação de Chunhyang estava próxima. Naquele dia, o maléfico magistrado chamou seus criados e lhes disse:
Em três dias, eu celebrarei um grande banquete e desejo convidar todos os magistrados das cidades vizinhas e neste dia Chunhyang será executada
Enquanto isso, Yi Mongyong foi à casa de Chunhyang. Num primeiro momento, a mãe de Chunhyang não o reconheceu:
Eu não sei quem você é. Sua face me lembra Yi Mongyong, mas suas roupas são roupas de um indigente
Mas eu sou Yi Mongyong Disse ele
Oh! Ela se surpreendeu Todos os dias nós estávamos à tua espera, mas lamentavelmente, em dois ou três dias Chunhyang morrerá
Escute-me, Mãe Respondeu Yi Mongyong Mesmo que eu seja um indigente miserável, eu ainda anseio a Chunhyang e desejo vê-la
Com Yi Mongyong seguindo-a, ela bateu à janela da prisão, chamando por sua filha, que dormia. Desperta, Chunhyang imediatamente perguntou se alguém havia visto Yi Mongyong ou se tiveram notícias dele
A mãe respondeu que no lugar de Yi Mongyong apareceu um indigente que alegou ser Yi Mongyong e estava lá para vê-la
 Yi Mongyong apareceu na janela e Chunhyang olhou para ele. Parecia não fazer diferença alguma a ela o fato de estar mal vestido, que parecia que havia fracassado em sua vida em Seul. Ao invés disso, ela aproximou-se dele através das grades e debateu-se para ficar o mais próximo possível dele
Eu posso ser um indigente em minhas vestes, mas não tenho o coração de um indigente
Meu querido Como deve ter sido difícil a sua jornada. Vá com a minha mãe e descanse um pouco. Por favor, apenas... Já que estou sentenciada à morte e devo morrer amanhã após o banquete... Apareça em minha janela novamente amanhã de manhã para que eu possa ter o prazer de te ver uma vez mais antes que eu faleça.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Impressões finais do dorama While You Are Sleeping

Annyeonghaseyo chingus! Eu não ia fazer resenha agora sobre While You Are Sleeping, mas o dorama estava tão bom que foi impossível deixar minhas observações para depois. Olha a sorte de vocês kkkkkk Podem ficar tranquilos, a resenha não posssui nenhum grande spoiler, apenas alguns fatos importantes.

Happy Marriage (Episódios Legendados)

Gente, para quem esperou (um bom tempo) aqui está a lista de episódios de Happy Marriage:
Happy Marriage Episódio 1 

[Maratona] Good Morning Call: Our Campus Days – Saiba tudo sobre a segunda temporada deste dorama tão especial

Título: Good Morning Call – Our Campus Days Também conhecido como: Good Morning Call – Segunda Temporada Baseado no mangá de mesmo nome, da autora Takasuka Yue Número de episódios: 10, com média de 45 a 50 minutos de duração Tipo: Live-Action. Gênero: Shoujo, Drama, Romance, Comédia & Escolar País: Japão Onde assistir: Netflix 
1.Introdução e comparativo com a primeira temporada. Desde o ano passado eu estava à espera da segunda temporada de Good Morning Call, e finalmente maratonei 10 episódios de um dia para o outro. A trama me prendeu completamente, e se comparado com a primeira temporada, acho que nesta segunda houve mais profundidade em relação aos sentimentos dos protagonistas e o envolvimento com os demais personagens. Quanto ao triângulo amoroso, esta é outra diferença entre as duas temporadas: na primeira, o triângulo amoroso envolvendo Nao era bem mais evidente, uma vez que o sentimento de Daichi pela menina era algo que cresceu durante anos através da convivência que tinham.…